Como produzir conteúdos para a geração Z?

geração Z se refere a todas as pessoas que nasceram entre a década de 1990 e meados da década de 2010.

Ela sucede os millennials e sua principal característica é ter nascido em um mundo digitalizado, com internet, redes sociais e avanços tecnológicos.

Seus membros são chamados de “zoomers” e são conhecidos pelas habilidades no uso de dispositivos eletrônicos, além de ser a primeira geração a crescer totalmente na era da informação.

Outras características marcantes são a diversidade e a inclusão, pois essas pessoas valorizam a representatividade e a igualdade. São conhecidas por seu pensamento crítico, gosto por autenticidade e engajamento nas causas sociais.

Publicidade

É uma geração que tende a ser empreendedora, de fácil adaptação e orientada para resultados, por isso, são pessoas que buscam carreiras que as permitam expressar sua individualidade e criar mudanças positivas na sociedade.

Sua influência é significativa em áreas como cultura, tecnologia e dinâmicas sociais, sendo capazes de moldar o ambiente em que vivem.

As marcas precisam saber lidar com essas pessoas, principalmente na hora de pensar nas estratégias de marketing digital.

Tendo isso em vista, este artigo vai mostrar a importância de produzir conteúdos para a geração Z, como fazer isso, quais são os meios de comunicação mais usados, o formato mais adequado e a linguagem mais apropriada para falar com eles.

Importância dos conteúdos para a geração Z

Produzir conteúdo direcionado para a geração Z é necessário por causa das características e comportamentos dessas pessoas. Por serem nascidas em um ambiente digital, valorizam a autenticidade e a rapidez das informações.

Isso mostra que criar conteúdos que ressoam em tais valores é indispensável para qualquer organização que queira cativar e engajar esse público.

A primeira coisa que um oftalmologista veterinário 24 horas precisa fazer para criar esses materiais é entender que os membros dessa geração estão muito conectados e estão sempre buscando novidades e interações significativas.

Produzir conteúdo relevante e envolvente, independentemente do formato, é crucial para chamar a atenção dessas pessoas.

Elas também são muito ativas nas redes sociais, e nessas plataformas compartilham, comentam e participam ativamente de discussões.

Sendo assim, as empresas devem criar conteúdos que incentivam a participação, promovem a diversidade de perspectivas e abordam questões sociais relevantes para criar uma estratégia eficaz que vai estabelecer conexões significativas.

De que maneira produzir os conteúdos?

Reproduzir conteúdos eficazes para a geração Z depende da capacidade da marca em compreender suas preferências, comportamentos e valores. Algumas dicas para fazer isso são:

  • Autenticidade e transparência;
  • Formatos dinâmicos;
  • Uso das redes sociais;
  • Participação ativa;
  • Diversidade e inclusão.

Essa geração é formada por pessoas que valorizam a autenticidade, então é essencial criar conteúdos que reflitam a essência da marca, mas sem cometer exageros ou abordagens excessivamente produzidas.

Uma loja que vende gabinetes para banheiros planejados pode criar vídeos curtos com recursos visuais cativantes narrativas visuais, tendo em vista que esse público tem apreço por conteúdos visuais e envolventes.

A companhia deve se concentrar nas redes sociais, pois são muito populares entre essa geração, principalmente o Instagram, TikTok e Snapchat. O ideal é adaptar o conteúdo para esses canais e aproveitar recursos como histórias, reels e outros.

A marca deve incentivar a participação dos usuários, por meio de desafios, solicitação de feedback, e outras estratégias que vão envolver o público. São ações que aumentam o engajamento e criam senso de comunidade.

É primordial valorizar a diversidade nos conteúdos, de modo a representar etnias, gêneros, orientações sexuais e experiências de vida diferentes, depois essa geração valoriza a inclusão e a representatividade.

É válido também abordar questões sociais e ambientais, pois muitos membros desse público são conhecidos por seu ativismo e interesse em causas que possam impactar o planeta.

Os materiais devem ser educativos e práticos, como no caso de tutoriais, passo a passo e informações úteis para promover aprendizagem contínua.

Um conteúdo sobre pulseira Tyvek atacado deve ser curto e direto, conheçam pessoas com atenção curta e que apreciem mensagens de fácil absorção.

Outra dica é criar materiais que possam ser consumidos em diferentes plataformas, pois a geração Z utiliza diferentes canais e dispositivos, mas precisam de mensagens consistentes em todos eles.

Mais um ponto importante é integrar elementos de humor e entretenimento, pois é um público que aprecia materiais divertidos e leves.

Melhores meios de comunicação

A geração Z é altamente conectada e usa diversas plataformas digitais para interagir e ter acesso à informação. Redes sociais, como o Instagram, têm um papel muito importante na comunicação dessas pessoas.

Isso acontece porque esses canais oferecem formatos visuais dinâmicos, permitem que os usuários expressem suas opiniões de maneira criativa e disseminam tendências.

O YouTube também é uma boa opção para se comunicar com essa geração, pois são pessoas que valorizam conteúdos visuais de curta e longa duração.

Um negócio que faz instalação de motor para portão pode usar as redes sociais para compartilhar tutoriais, análises de produtos, entre outras possibilidades.

Esse público também costuma se comunicar por meio de mensagens instantâneas e aplicativos de comunicação que ajudam a manter contato com amigos, familiares e colegas.

Poder estabelecer uma comunicação instantânea e compartilhar mídias são algumas das características desses canais, por isso estão entre os preferidos.

Melhores formatos de conteúdo

Esse público em questão já nasceu no período digital, por isso apresenta algumas diferenças em relação aos formatos de conteúdo.

Entre as melhores opções estão os vídeos curtos, pois permitem rápida absorção de informações e correspondem ao modo acelerado do mundo digital.

Outra opção que tem muito apelo são as histórias autênticas e pessoais, com narrativas genuínas que mostram a realidade e conseguem se conectar emocionalmente com os consumidores dessa geração.

Um fabricante de placa de carro oficial também pode incentivar a participação do público por meio de desafios, enquetes e interações nas redes sociais. Isso porque as pessoas querem colaborar com as criações e participar ativamente do conteúdo.

A comunicação direta também é muito valorizada, tendo em vista o amplo uso de aplicativos de mensagens instantâneas, como o WhatsApp e o Telegram.

Esses recursos ajudam a estabelecer conexões diretas, principalmente para as estratégias de comunicação entre marcas e consumidores.

Esse público também recebe muito bem os conteúdos educativos e informativos, principalmente os tutoriais, dicas práticas e informações relevantes que entregam o valor.

As plataformas de streaming também são muito populares, e isso mostra que a geração Z prefere conteúdos sob demanda, independentemente do assunto tratado.

As marcas também devem se aprofundar em questões sociais e ambientais relevantes, tendo em vista que se trata de uma geração conhecida por seu ativismo e que valoriza empresas que se envolvem com causas significativas.

Qual é a linguagem mais adequada?

Para se comunicar com a geração Z, uma entidade que faz pintura de fachada residencial deve pensar no fato de que essas pessoas nasceram em um mundo digital, e por isso respondem prontamente a uma linguagem autêntica.

Ela também precisa ser inclusiva e rápida, pois são pessoas que valorizam comunicação direta, livre de formalidades excessivas e com uma abordagem mais informal e acessível.

Na hora de se comunicar, a companhia pode incorporar algumas gírias, expressões informais ou um tom descontraído. São elementos que ajudam a se aproximar do público com autenticidade e estabelecer uma conexão genuína com eles.

Como falado anteriormente, são pessoas altamente sensíveis à diversidade e inclusão, portanto, uma entidade que faz projeto de construção de piscina de alvenaria deve mostrar por meio da linguagem que respeita as diferenças.

Isso independe de cultura, etnia, gênero ou opção sexual, o mais crucial é mostrar que a marca compreende essa pluralidade. Assim sendo, deve evitar estereótipos e usar uma linguagem inclusiva voltada para a aceitação e a identificação.

Outro elemento fundamental é que a comunicação deve ser ágil, mas sem abrir mão da concisão e dos elementos fundamentais.

Em outras palavras, a companhia precisa saber transmitir uma mensagem, de maneira rápida e dinâmica, mas ao mesmo tempo concisa.

Até mesmo um negócio que realiza impermeabilização de piso laminado pode incluir memes, emojis e outras formas de comunicação que costumam ser muito bem recebidas por essas pessoas, pois traz expressividade.

Com isso, fica claro que a linguagem mais eficaz para a geração z é aquela que equilíbrio é perfeitamente autenticidade, agilidade, informalidade e inclusão.

Considerações finais

O marketing voltado para a geração Z precisa de uma abordagem autêntica, ágil e inclusiva, para que as pessoas realmente se interessem pela marca.

A linguagem deve ser acessível, com conteúdos visuais envolventes e que estimulem a participação e o engajamento.

É papel da marca compreender quais são os valores e preferências dessas pessoas, mas só assim suas estratégias serão bem-sucedidas e vai conseguir estabelecer uma conexão duradoura.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento , onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Publicidade